Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio Autores & Leitores

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


APÓS PRÁXIS, AGORA POEMA-PROCESSO-PARTE II



					    
I---Outra tendência de vanguarda que se seguiu ao CONCRETISMO: POEMA-PROCESSO - Lançamento oficial em dez./1967, através de exposições simultâneas no Rio de Janeiro e em Natal/RN, 25 autores de 9 Estados;  nesse mesmo mês, lançamentos da revista “Ponto I” e manifesto “Proposição”, publicado no suplemento do jornal “O sol”, de Natal. Linguagem funcional dos signos não verbais:  projeto semiológico, resultado da ação dos poetas dissidentes WLADEMIR DIAS PINO, MOACY CIRNE, SANDERSON NEGREIROS e ÁLVARO DE SÁ, um passo além do abandono da musicalidade da língua e opção de novos códigos - a construção (processo) de um signo novo para consumo imediato - não mais a beleza da poesia, dado o caráter de rompimento com a palavra:  mais arte plástica, menos arte literária - pintura apoética, negativa do figurativo, aceitação da arte gráfica decorativa.  Busca da superação das diretrizes concretas através de um dinamismo criador permanente, ou seja, o processo de relacionamento das partes:  o objeto artístico mostrado “por dentro” em seu processo, em estrutura sempre dinâmica e tensa - objetos em série, como saídos de uma máquina.  Criatividade.  Projetos e versões a partir de materiais já dados, explorados ao nível da linguagem.  II---Pesquisem imagens dos poemas: 1-“Poema do olho”, ANCHIETA FERNANDES, 1967 ----- Poesia intersemiótica - sugestão de animação-gráfico visual e processo de transformação do signo geométrico não-verbal em signo verbal - no desenho (8 quadrados), a não escrita da palavra ‘olho’, mas sugestão do abrimento gradativo dos olhos - o desenho é signo porque representa o desenhado.  (Entretanto, observar que nem todo signo é desenho exato:  o ideograma é a escrita por idéias - ideograma, significado de um conjunto X letra, signo de som, ainda sem significado.) 2-“Fome”, poema-código, JOSÉ DE ARIMATÉIA SOARES CARVALHO.  ----- Código - conjunto de palavras convencionais, à disposição de quem quer se comunicar.  A partir do código estabelecido no poema, observar no quadrado vazio a presença inicial do mundo sem o homem; depois, a presença humana;  em sequência, o surgimento da fome, crescendo gradativamente e envolvendo o ser humano até causar a morte. ----- Palavra dá lugar a símbolos gráficos:  desenhos + palavras-chave - mundo-homem-fome-Fome-FOME-MORTE. ----- Interpretação: ----- Temática do social - poema-processo - poética do visual / uma forma possível - o mundo, o homem no mundo, a fome do homem no mundo, a fome e o homem no mundo, o homem na fome do mundo, o homem no mundo da fome, morte (por fome). 3-“Garrafa”, “Vidro” e “Cristal”, CARLOS SÉRGIO BITTENCOURT ----- Interpretação: ----- Ornamentalismo gráfico - novas possibilidades tipográficas/disposições gráficas -   fragmentação das palavras em letras, cada grupo de letras associa-se aos “cacos” dos objetos formadores do núcleo de letras que representam os signos - aproveitamento do espaço em branco;  ao redor do núcleo “cristal”,  a palavra se fragmenta em letras bem menores, lembrando a fragmentação do cristal. 4-“Transparências”, NEIDE DIAS DE SÁ, 1968  ----- luminosidade do acrílico, consistência moldável - três cubos num jogo lúdico explorando a luminosidade que facilita a codificação da ‘leitura’ do poema plástico - escultura e espaço.    -----     Interpretação:  -----     bomba-fértil-homem- máquina  /  terra-túmulo-pó-morte  /  profundo-amor-ódio-medo.  -----Os 3 conjuntos de palavras constituem a chave do poema. -----  Desprezados estes conjuntos,  considerar o retângulo desenhado como arte plástica, desenho, pintura cubista etc.  ----- Quantas leituras feitas sobre o retângulo?  Basta substituir os traços pelas palavras-chave. F  I  M
Copyright ATHINGANOI © 2017
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 9 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Aula complementar, textos fáceis de serem encontrados. Bom professor pesquisador e detalhista. Parabéns!

Postado por lucia maria em 02-12-2017

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.