Página inicial do portal Autores & Leitores
Quem  |  Autores  |  Leitores  |  Associados  |  Mural  |  Dúvidas  |  Contato  |     PUBLICAR    |
Entrar | Registrar
 Esqueci minha senha
Anúncio BAC

Área dos LEITORES

Colunistas

Autores Consagrados

Quadrinhos

Bibiotecas Virtuais

Livros

Novos autores

Downloads

Lançamentos

Ofertas

Informações

Autores & Leitores  >  Leitores >  Novos

Apresentação de trabalho publicado

Caro leitor,

Sinta-se à vontade para ler este trabalho e deixar seus comentários.

Bons Textos!




< Visite a Página Pessoal de ATHINGANOI >


929-T(c),Y,S-FINAL



					    
ELA foi convidada para voltar ao restaurante nipônico - experimentar e fotografar as comidas. Complicado?! Nada. Fez contato com uma colunista e ofereceu-se como ‘free lancer’ para agora reportagem na revista. Autorizaram que levasse... o motorista. “IRASHAIMASÉ!” - Seja bem-vindo. (Disseram que em São Paulo há mais restaurantes nipônicos que churrascarias. Não duvidei.) Iniciaram explicando uma palavra do idioma... culinário: “YAKI, colocar no fogo + SOBA, macarrão”. ELA ganhou um papel com o kanji e prometeu pintar em vermelho na frente de uma blusa branca. Em seguida, fomos apresentados a duas (perigosíssimas!) facas, a YANIGUIBÁ, grande e pesada que desossa o peixe, e a DEBÁ, lâmina longa para cortar os filés. A arte de fazer SUSHIS exige no mínimo 3 anos de prática e dedicação. / WOK é a frigideira alta especial para fazer YAKISOBA, macarrão fino com legumes e sabores de frango ou filé mignon, frango xadrez (da cozinha chinesa), rolinhos e TEMPURÁS, fritura empanada superaquecida de massa fina e crocante (‘segredo’ é fritar duas vezes em óleo quente), com verduras e camarão ou carne. Panela oriental que faz aquecimento mais rápido e uniforme, formato parecido com o chapéu usado pelos orientais, pode ser de liga de aço-carbono, aço puro ou alumínio, para aquecimento e cozimento rápidos (contra indicadas de aço inoxidável, ingredientes grudam no fundo, e elétricas, esquentam devagar e demoram a esfriar); só está pronta para uso após bem “curada”, ou seja, lavada com água e sabão, esquentar pura no fogo até sair fumaça, jogar óleo, esperar ferver e lavar com água pura. Uma japonesinha explicou a importância da SOJA: 1-SHOYU é um líquido quase preto, feito de soja, elemento fundamental para o tempero da comida oriental; salgado, substitui o sal. Está presente nos TEMPURÁS - fritura do SASHIMI, peixe cru - e no SUKIYAKI - prato que leva muita verdura , ou seja, couve flor, vagem, cenoura, repolho, ervilha, salsão, carne de vaca ou frango e saquê, e no UDON, sopa de macarrão. Nas variedades do SHOYU, há o TOMKATSU, misturado com maçã, e o KIKOMAN, soja concentrada, especial para macarronada. 2-AGUÊ, outro alimento derivado de soja, é fabricado num saquinho triangular e nele se coloca arroz misturado com cenoura, vagem e omelete, tudo picado e temperado com AJIMONOTO, sal, vinagre, açúcar, o resultado chama-se INARSUSHI, comida de dias de festa. Cortado em tiras finas, o AGUÊ pode ser colocado sobre o UDON, macarrão grosso com legumes, caldo e tempurá. 3-Branco e parece queijo mineiro, é o TOFU, mais poroso e consistente, um cubo feito de leite de soja, conservado em água; um tanto insípido, mas pode-se temperar com SHOYU e AJINOMOTO - faz parte do SUKIYAKI, também pode-se comê-lo aos pedaços ao natural ou frito em óleo de soja, com um pouco de gengibre ou com MOYASHI, broto de feijão. 4-MISSÔ é uma pasta marrom, soja fermentada, sal e cereal, cheiro forte e muito salgada, serve para salgar verduras ou carne; puro serve como complemento do arroz branco sem tempero; também usado nas conservas de acelga, pepino ou nabo; mais comum é o MISSÔ-SHUYU, sobre macarrão sarraceno e alguns legumes, como nabo e inhame. Entra em vários molhos. Depois, uma aula sobre TEMPEROS: 1-Sobre o arroz branco, SHIROGOHAN, algumas colheradas de FURIKAKE, exótica mistura de peixe seco ralado, gergelim, salmão, algas e mais 10 temperos diferentes ou substituir tudo por apenas raiz forte em pó. 2- Existe o HONDASHI de peixe em tabletes e molho de ostra usado em gotas, receita chinesa. 3-Quanto aos vinagres, o de arroz, mais leve e digestivo, é indicado para SUSHI e o de maçã com óleo de gergelim torrado para saladas, salgando com AJI (sal). 4-Tem ainda o gengibre (pó, seco ou novo com a folhagem) e outros temperos frescos, as enormes “cebolinhas” de que se come apenas a parte branca, a raiz forte e a bardana, curiosa raiz que se cozinha como a batata e o aipim; ainda muitíssimos cogumelos, grande concentração proteica, até 40%, baixo teor de gordura e carboidrato: SHITAKE (grandes copas redondas), SHIMEJI (acinzentado) e outros. 5-O NIRÁ, verdura de origem asiática, não tempera muito, mas dá graça ao prato... Folhas cilíndricas e verde- escuras, parecendo a cebolinha e há quem compare ao alho, gosto bem mais suave. No Japão, é prato de entrada, no macarrão com legumes e molho TONKATSU, refogada no óleo ou na manteiga, sal e SHOYU, ou com o arroz colorido ou com pratos de carne - acrescentar gotas de saquê e óleo de gergelim para amolecer um pouco. 6-O CURRY oriental, em pasta, tempera frangos; o GOLDEN CURRY em tablete é mais suave, paladar bem diferente do indiano. 7-Também o SAQUÊ doce tempera muitos pratos, da carne ao peixe. COMIDAS AYU - espetos grelhados / BENTÔ - kit com arroz, sushis e legumes (nem todo restaurante fornece) - caixinha de isopor com comida, que estudantes de tempo integral levam para a escola e aquecem no microondas; levam também chá em garrafa térmica. / HARUMAKI - rolinhos “primavera”, massa com salmão, kani, creaam cheese e ovas de massago / KARE ONEGAISHIMASU - batata, cenoura e frango com molho picante / OKONOMIYAKI - massa de legumes na chapa / SOPAS - nem carboidratos nem gorduras, são de alto valor nutritivo, fácil digestão e não sobrecarregam o organismo - as principais são MISSOSHIRU, DOBIM MUSHI e OSSUMASHI, alto teor nutritivo, caldos revigorantes, não entradas, mas tomadas durante a refeição: peixe e soja como excelentes fontes de proteínas, vitaminas e sais minerais; algo verde e vermelho para dar um colorido bonito... O MISSOSHIRU equivale ao nosso quase diário feijão- com-arroz: caldo de peixe temperado com MISSO (espécie de massa de soja), junto com TOFU (queijo de soja), cebolinha ou alga-marinha, ovo mexido, nabo, berinjela e inhame. O OSSOMASHI é temperado com SHOYU (molho de soja e sal), variável entre camarão, KANI (massa de peixe com aroma de caranguejo), HOSENSO (espinafre japonês) e SHUNGUIKU (folha verde semelhante à do crisântemo) - pode-se juntar SAQUÊ (forte aguardente japonesa) ou servir DOBIM MUSHI em pequeno bule de cerâmica no OSAKASUKI (copinho do sakê). / SURIMI KANI-KAMA ou simplesmente KANI (pata de caranguejo em japonês), mistura de peixe branco prensado com crustáceo, sabor levemente adocicado de caranguejo, bom apelo visual e versatilidade: pode ser temperado com molhos diversos, cru e frio em fatias (como SASHIMI), como aperitivo (desfiado com vinagrete agridoce), enrolado em arroz com algas (SUSHI), em saladas ou pratos quentes / SUSHI tradicional, prato mais conhecido da culinária japonesa, leva peixe cru e arroz. Uma variedade é o NIGURIZUSHI, tradicional bolinho de arroz (NIGUIRI) coberto com uma fatia de peixe cru requer habilidade no preparo, bolinho temperado com vinagre-açúcar-sal, consistência exata para grãos não soltarem, mão umedecida para o manuseio, filé com 4mm de espessura, 6cm de comprimento e 3cm de largura, corte em diagonal da direita para a esquerda, faca inclinada entre 30 e 45 graus. Servido com SHOYU, WASABI ou GENGIBRE. Tamanho correto? Caber inteiro na boca. / Há outros tipos de SUSHI, como o enrolado em alga marinha, dispensável o SHOYU, e o CHIRASHIZUSHI, com legume e massa de peixes cozidos. Todos os tipos de SUSHI podem ser comidos com a mão. / TAKOYAKI - bolinho de polvo frito com abacate / TEMAKI - pequeno cone de algas e recheios diversos - atum, kani, salmão, camarão e outros ingrediente / TEPPAN AKI (origem chinesa) - com salmão, anéis de lula e camarão grelhados / WAAGYU - espetinhos na brasa. SOBREMESAS Doce de arroz recheado com chocolate / DORAYAKI, doce recheado com feijão / IMAGAWAKI - massa assada recheada com feijão / Em versão HARUMAKI, rolinhos com maçã e canela ou romeu-e-julieta (influêcia brasileira, só pode ser: goiabada com queijo). / MUSSE de feijão vermelho / TEMPURÁ de sorvete ou sorvete de YUZU, um cítrico japonês / WAGASHI - docinhos tão antigos quanto os samurais, são pequenos bolinhos criados para acompanharem o chá, sem excesso de açúcar, cremes ou recheios - ingredientes como feijão, arroz, farinha, batata, algas e gelatina agar-agar, receita quase diet - lindos, formas delicadas que refletem as 4 estações do ano, podem ser inspirados poeticamente numa flor de cerejeira, folha de outono, pássaro, peixe ou outro elemento da natureza; vendidos sortidos numa caixa - o doce mais comum é o gelatinoso YOKAN, feito de AZUKI. BEBIDAS - O Japão fabrica uísque desde 1940 e até ganhou uma medalha de ouro em 2003 - numa competição internacional... em Londres... e em 2008... na Escócia; alguns destes uísques são envelhecidos em tonéis de carvalho que só existe no Japão e deixa um sabor diferente. O clima do Japão - verões úmidos, inverno gelado - e água com menos minerais que a europeia ajudam, mas a técnica é escocesa. Em happy hour, o japonês se divide entre saquê, uísque ou cerveja. CURIOSIDADE - Em Kioto, o templo FUSHIMI foi erguido em homanagem a INARI, o deus do arroz e do saquê. FONTES: “Soja na comida japonesa” - O JORNAL, Rio, 29/7/73. - “A flanela e a faca de Tanaka” - “Um toque oriental no dia-a-dia” - “As quentes e revigorantes sopas que vêm do Japão” - “Wok” - “Doçura minimalista” - Jornal O GLOBO, Rio,29/8/93, 2/1/94, 31/3/96, 20/7/97 E 6/4/13. - “Muito além do saquê” - Revista O GLOBO, Rio, 6/11/11. - Revista MADE IN JAPAN - SP, ano 10, nº 108. F I M
Copyright ATHINGANOI © 2015
Todos os direitos reservados.
Este trabalho já foi visitado 314 vezes.

ENVIE este trabalho para um(a) amigo(a). ESCREVA para ATHINGANOI.

Comentários dos leitores

Sua mulher leva sempre você a conhecer novidades... Uma aula e tanto de culinária 'japa' nos mínimos detalhes! É sempre bom mulher de Gigante galã aprender sobre facas, entendeu? Parabéns!

Postado por lucia maria em 08-01-2015

COMENTE ESTE TRABALHO, DIZENDO QUAL FOI A IMPRESSÃO QUE ELE LHE CAUSOU.





AJUDE-NOS a manter o bom nível deste portal!

Se você achou que este texto é ofensivo, imoral ou que fere
a nossa POLÍTICA DE USO, por favor, AVISE-NOS!




Autores & Leitores
  • Copyright A&L © 2005-2013
  • Todos os direitos reservados.